sábado, 23 de abril de 2016

Entra em vigor lei que proíbe revista íntima de mulheres em empresas e órgãos

Entrou em vigor esta semana a lei que proíbe a revista íntima de mulheres em empresas privadas e em órgãos e entidades da Administração Pública. De acordo com o texto, a proibição abrange funcionárias e clientes do sexo feminino. O empregador que desrespeitar a norma fica sujeito a multa de R$ 20 mil reais a serem revertidos a órgãos de proteção à mulher.

 
Imagem Ilustrativa